Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Dr. João Lúcio - Fuseta - Olhão participa! Comenta ou envia a tua notícia para faroldigital@sapo.pt
Quinta-feira, 27 de Maio de 2010
II Encontro de Bibliotecas Escolares do Algarve

 

 

O II Encontro de Bibliotecas Escolares trouxe até à cidade de Tavira a Ministra da Educação, Isabel Alçada, e cerca de 300 participantes, que durante esta terça-feira debateram o tema “Literacias no Século XXI”, no Hotel Vila Galé Tavira

 

            A Ministra da Educação, Isabel Alçada, participou na abertura deste encontro, a qual contou, ainda, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho, da Governadora Civil de Faro, Isilda Gomes, do Director Regional de Educação do Algarve, Luís Correia, e a Coordenadora do Gabinete do Programa da Rede de Bibliotecas Escolares, Teresa Calçada.

            Todos os intervenientes referiram a necessidade de se apostar na Biblioteca Escolar enquanto factor de promoção da educação e da cultura; esta é um espaço rico em recursos materiais e humanos, imprescindíveis a um modelo de ensino-aprendizagem de caris democrático, onde o sujeito aprendente se apropria da informação e a transforma em conhecimento. A Sra. Ministra da Educação sublinhou o factor “mudança, face ao qual importa que a Biblioteca seja o garante da disponibilização da informação, seja um suporte à sua transformação em conhecimento e seja propícia à sabedoria. Para isso há que saber usar os meios que a Internet coloca à nossa disposição, enquanto estímulos para a descoberta e imaginação. A Sra. Ministra mostrou-se orgulhosa pelo trabalho desenvolvido pelas Bibliotecas Escolares e pelos professores ao serviço da leitura e da literacia.

            A jornada de trabalho teve como ideia aglutinadora “Literacias no século XXI”. O programa previa a abordagem de temas como a literacia dos media face aos desafios da sociedade da informação e do conhecimento (prelecção feita pela Professora Doutora Miriam Tavares da Universidade do Algarve). A conferência, moderada por Manuela Silva da Rede de Bibliotecas Escolares teve como elemento nuclear o livro. O livro tem sido um meio através do qual “A Arte cultiva o humano no homem”. Este aforismo de Hegel perpassa todas as fases da história humana, mesmo quando alguns vaticinam a morte do livro e até a morte da arte. Estas profecias foram desconstruídas com base na convicção de que o Homem é, segundo Umberto Eco, um ser narrativo. O livro tem sofrido várias evoluções, desde os rolos de papiro e pergaminho, o códex, o volume cosido, até ao e-book do século XXI. O livro típico até pode desaparecer, mas algo o substitui, porque a sua função narrativa permanece. O livro é um depositório de memórias. O mesmo acontece com as bibliotecas, cuja função ainda se mantém, embora os suportes que apresentam sejam diversos. As bibliotecas, hoje, são interfaces que fornecem aos utilizadores possibilidades de descodificação do mundo. A esta capacidade de descodificação das mensagens em diferentes linguagens e de as utilizar de forma a atingir os seus próprios objectivos de conhecimento e potencialidades e de participar activamente na sociedade chama-se literacia.

 

            As conferências - A “Web 2.0 e as bibliotecas”, comunicação a cargo da Doutora Luísa Alvim – Casa Camilo – Museu e Centro de Estudos e “Web 2.0 – espaço de partilha e de construção colaborativa de saberes e de competências ao serviço da Biblioteca Escolar – comunicação proferida pelo Professor Fernando Carmo do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares – abordaram as potencialidades das ferramentas que a Web oferece aos produtores de conteúdos e utilizadores em geral. Este novo conceito pressupõe a interactividade em tempo real e uma constante expansão de redes com a formação de comunidades virtuais. Entre outras ferramentas, podemos citar o E-mail, o Blogue, o Wiki , o Twitter, o Facebook... A tecnologia está em constante progresso ao qual a Biblioteca não pode estar alheia, devendo constituir-se como interface entre informação e conhecimento. As bibliotecas, em geral, vivem um momento de transição, mergulhadas num hibridismo que as coloca entre uma realidade física concreta, onde a informação impressa ainda é uma realidade, e a sua abertura ao mundo virtual através das tecnologias da informação cada vez mais presentes e exigentes.

 

            Após o almoço, foram apresentadas alguns exemplos de boas práticas. Luísa Matos, professora da equipa do Plano Nacional de Leitura deu o feedback da participação das escolas nos concursos e actividades propostas pelo PNL, apresentando algumas ferramentas do site que ajudam os docentes a promover a leitura. Seguiu-se o projecto “Ver para Ler” que tem como base o programa Cinema e Escola da DREALG. Este projecto, fomentado pelas Professoras do Gabinete de Projectos de DREALG, Filomena Branco e Graça Lobo consiste na abordagem interdisciplinar do cinema e da literatura. O cinema constitui-se como motivação para a formação de leitores. Associadas a estas duas expressões artísticas podem estar outras, unidas pelo fio condutor da narrativa. A linguagem cinematográfica também precisa de ser aprendida para a descodificação das mensagens veiculadas pela televisão e pelo cinema. Pretende-se criar um público crítico que interage com diversos suportes de informação. As actividades apresentadas foram bastante sugestivas.

            Do cinema passou-se ao desenvolvimento da literacia da informação na Biblioteca. O professor Bibliotecário, Luís Brito, do Agrupamento Vertical de Escolas de Armação de Pêra, apresentou uma actividade realizada em parceria com os professores de Área de Projecto, em que a metodologia de investigação foi trabalhada com o apoio da Biblioteca. A proposta apresentou coerência, adequação e exequibilidade.

            Com recurso à plataforma Moodle é possível ter a Biblioteca ao serviço da aprendizagem em casa ou em escolas sem biblioteca. A professora Bibliotecária da Escola E.B. 2,3 João da Rosa (Olhão), Nélia Estêvão, deslumbrou a assistência com uma comunicação sobre a implementação da Biblioteca Virtual no seu agrupamento. Visto que algumas escolas distam vários quilómetros entre si, a plataforma serve de meio de comunicação entre os vários estabelecimentos de ensino. A Biblioteca Virtual segue a mesma estrutura que a Biblioteca Municipalde Olhão. O acesso à disciplina é livre e todos os elementos da comunidade educativa podem colaborar na produção de conteúdos.

            Por fim, foi apresentado um projecto de animação da leitura “Com o Magalhães, uma história de encantar para rir e sonhar” com recurso ao computador “Magalhães”. O projecto envolve os pais directamente nas actividades e visa desenvolver as competências da leitura, da escrita e da utilização correcta do computador, para outros fins que não só o lúdico. As principais tarefas dos alunos consistem em redigir um reconto escrito e fazer a ilustração, utilizando os programas Word e Paint.

           A sessão de encerramento contou com a presença da Doutora Teresa Calçada, Coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares, da Bibliotecária da Bibloteca Municipal de Tavira e do Sr. Director Regional Adjunto de Educação. Todos sublinharam a mais valia das Bibliotecas Escolares na democratização da cultura e na formação de cidadãos mais competentes e críticos. Para fechar o dia, a Academia de Música de Tavira brindou a assistência com a execução de algumas peças de musicais.

 

          Uma nota especial para o beberete que este a cargo dos alunos do curso CEF - Serviço de Mesa, da Escola D. Paio Peres Correia. Foram muito profissionais e os doces, sublimes!

 

Norberta Sousa

Professora Bibliotecária

 

 



publicado por faroldigital08-09 às 09:31
| comentar
 O que é? |  O que é?


pesquisar
 
Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28


posts recentes

Dia da Internet Segura: 1...

Torneio de Xadrez

Resultados do Concurso Ba...

O adeus a um rei

Feira do Livro

Dia Internacional das Bib...

Dia Mundial da Alimentaçã...

Batalha dos Livros

Prémio Nobel da Literatur...

Ecos: os contos e os livr...

Os contos e os livros com...

Elisabete Jacinto visita ...

Campeonato de Leitura Exp...

"Os Maios” da turma PIEF ...

Semana da Leitura e Feira...

No mundo das histórias: T...

CAMPEONATO CONCELHIO DE L...

28 de fevereiro: Escritor...

Semana da Internet mais s...

Jogo da Língua Portuguesa...

arquivos
Etiquetas

jogo da língua portuguesa(5)

leitura(4)

teatro(4)

semana da leitura 2011(3)

batalha dos livros(2)

cata livros(1)

concurso nacional de leitura 2012(1)

direitos da criança(1)

educação para a saúde(1)

encontro com escritores(1)

escritor(1)

internet segura(1)

mês das bibliotecas escolares(1)

olimpíadas(1)

poesia(1)

workshop representação para televisão(1)

todas as tags

visite também
Visitante nº
música cedida por:
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds